O conhecimento é abordado por meio dos Projetos, que problematizam situações reais, instigando o interesse dos estudantes para aprender mais do que sabem, com observação, interpretação e compreensão da realidade na parceria com o outro, procurando estabelecer relações, comparações, análise e síntese, a fim de que seja possível mudar-se e mudar sua realidade.

Além disso, através dos Projetos, transgride-se a ideia de que pesquisa é uma exclusividade acadêmica. Ao contrário, a pesquisa é assumida como atividade cotidiana. E, diante disso, a escola assume outro significado: ela passa a ser o lugar da pesquisa, o lugar onde o cotidiano é problematizado, onde a vida se faz presente. Neste espaço é frequente o uso da fala e do registro, das mais variadas fontes de pesquisa, visando a ressignificação de conceitos para que se dê um avanço no nível da discussão. Durante o processo há confirmação ou rejeição de hipóteses e confronto de ideias e argumentos, possibilitando que todos ocupem o espaço público e político da escola, investigando o mundo e a si próprio.

Na Educação Infantil e no Fundamental I, trabalhamos com duas fases do Projetos– no 1ºsemestre contextualizando de forma indireta. O assunto será abordado por outra perspectiva, mais aprofundada, no Projeto do 2º semestre. No primeiro momento, então, partimos de um grande tema gerador em torno do qual gravitam os temas de cada turma e, assim, definimos os eixos ou os núcleos temáticos considerados relevantes. Destes temas é possível o desencadeamento dos conteúdos em uma série de ações didático-
pedagógicas, em direção às investigações e à construção do produto final que fará parte da instalação de encerramento do semestre.
No segundo semestre o tema gerador é sempre um texto teatral, onde cada turma – a partir dos núcleos temáticos – constrói o seu projeto. A peça teatral é trabalhada com os professores tutores de cada turma e também desenvolvida pelos professores especialistas/artistas, que aprofundam as diversas técnicas ao longo do semestre ligados aos projetos e aos conteúdos de cada ciclo, e o produto final é a encenação da peça que une diversas turmas da escola. Já no fundamental II, tendo o cinema como principal motivador, ao final de cada semestre, os alunos finalizam seus processos com um filme curta-metragem que tem estreia e distribuição marcadas para as reuniões de encerramento.

Saiba mais sobre a Teia