Posted by on 23/05/2017

Ao Cair da Tarde é um encontro realizado uma vez por mês na Escola Teia Multicultural. O último aconteceu no dia 5 de maio. Os convidados são as mães, pais, tutores e responsáveis pelos alunos. A novidade deste ano é que o Ao Cair da Tarde passa a ser organizado por uma “comissão” dos próprios responsáveis pelas crianças. A sexta-feira do dia 5 de maio estava fria e chuvosa, mas a mesa para o café da tarde, preparada por nossos filhos, já nos aqueceu o coração na entrada. Depois todos subiram para uma roda de conversa e o tema foi a saúde física, mental e espiritual.

As participações da Bia Queiroz (dentista pediatra) e Solange Araújo (médica homeopata), mãe de aluno e ex-professora na Teia, Miguel Ângelo Filliage (acupunturista e especialista em medicina transcendental) e Simone Bambini Negozio (do Cultura da Paz) foram fundamentais. A Bia abriu a conversa falando sobre a saúde bucal e a importância de começar isso cedo, com bom hábitos e brincadeiras lúdicas, que é o seu jeito de fazer as crianças gostarem de ir ao dentista. Contou primeiro um fato inusitado de sua infância: quando ia ao dentista, sentava naquela poltrona com luzes frias em cima e já tomava um beliscão do dentista que dizia “Doeu? Vai doer menos do que isso”. Sempre quis ser dentista pediatra, pois crianças precisam ser tratadas de forma mais delicada. Minha experiência pessoal com dentistas na infância eu nem lembro. Mas minha filha adora abrir a boca e mostrar seus dentinhos e sei que lembrará do carinho da dentista por toda a vida.

Falamos sobre nossos cotidianos corridos, da impressão de que o tempo passa cada vez mais rápido, de como as pessoas sentem tantas dores físicas e mentais. E, principalmente, sobre a importância de parar tudo por cinco minutos. Então uma mãe falou como era difícil meditar, que os pensamentos dela não paravam nunca, não conseguia não pensar em nada. Foi quando um pai deu a maravilhosa ideia: “e se meditássemos agora?”. Simone “puxou” a meditação, falando para todos fecharem os olhos, relaxarem e, se vier pensamento, deixa vir e ir embora. “Isso é importante agora? Posso resolver isso agora?”. O agora é fechar os olhos e relaxar.

Ao abrir os olhos, cinco minutos depois, estávamos com semblantes mais serenos, por algum tempo livres das preocupações e do cansaço comum que nos abate às sextas-feiras. Saímos com a certeza de que nos momentos de raiva ou descontrole é preciso parar por um curto espaço de tempo, sentir os batimentos, acalmar a respiração e seguir de uma forma mais tranquila, suave, como a vida deveria ser.

O próximo Ao Cair da Tarde será em junho e promete trazer muita gente bacana para falar sobre arte (atores, músicos, bailarinos). A “comissão de organização” é formada por sete pais e mães e pela pedagoga Geórgia Côrrea. Nesse dia de encontros especiais, com um ambiente tão acolhedor, percebemos o carinho e o desejo de interação desse processo que é a construção da educação dos nossos filhos.

Posted in: Uncategorized

Comments

Be the first to comment.

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*