Para o desenvolvimento da proposta, temos diversos educadores:
Os Tutores:

São responsáveis por acompanhar o desenvolvimento do aluno como um todo. São eles que orientam os temas dos projetos que serão desenvolvidos nos dois semestres do ano letivo como orientadores e motivadores dos conteúdos estabelecidos pelos PCN, que devem ser estudados e adaptados aos projetos escolhidos. Devem ainda orientar o artista após a escolha do conteúdo que este irá desenvolver,apresentando-lhe materiais e informações sobre a forma adequada de desenvolvê-lo no momento do planejamento.
Além do projeto escolhido, para desenvolverem os conteúdos, terão ainda a “Leitura Compartilhada”.

Os Artistas/ Especialistas:

– Desenvolverão a sua arte, de acordo com a sua área e, além disso, desenvolverão conteúdos escolhidos junto ao tutor, no mínimo dois por semestre, que tenham relação com a sua arte, podendo, ou não, estarem ligados ao projeto determinado pelo tutor. Por exemplo, o professor de dança, além de desenvolver atividade voltadas à dança poderá estudar com os alunos os conteúdos “ossos” e músculos”.
Os Auxiliares:
-Tem como função acompanhar a rotina dos alunos, organizando entrada e saída das aulas, alimentação, organização do material dos alunos da Educação Infantil e atividades lúdicas quando os professores tutores não estiverem presentes.

No fundamental 2

O Tutor no Ensino Fundamental 2 (F2) também é responsável por acompanhar o desenvolvimento do aluno como um todo. Percebemos que logo que estes saem do Ensino Fundamental 1, onde a maior parte das áreas do conhecimento eram acompanhadas pelo mesmo educador, que o orientava na sua organização e rotina, no F2 o aluno se vê abruptamente com mais professores e, muitas vezes, necessita de um maior acompanhamento e dedicação para manter uma organização pessoal com suas atividades e material. Assim, o tutor no Ensino Fundamental 2 será responsável em auxiliá-lo nessa nova organização, com horários de aulas específico para verificação do material e organização do mesmo (aulas de tutoria). Terá, ainda, nesses momentos, condição de avaliar o aluno e seu processo cognitivo, verificando se há necessidade de atividades de reforço e, caso haja, após levar ao conhecimento da coordenação, aplicá-las, ou mesmo finalizar com os alunos as atividades das diversas áreas que estejam inacabadas. Cabe a este, ainda, acompanhar as relações atitudinais dos alunos no ambiente escolar em horários de almoço,
lanche ou horários livres e, caso sinta necessidade, propor minis assembleias ou reuniões com a coordenação pedagógica. Fará também o acompanhamento das turmas nas Assembleias.

Para que seja possível essa ampla visão do aluno, tanto dos aspectos emocionais/afetivo e suas formas de relacionamentos, como cognitivo, o tutor também acompanhará este, além dos momentos de aulas de tutoria e horários livres, em algumas aulas com os especialista, apenas como observador.

Cabe também ao tutor auxiliar os especialistas na organização de um Projeto Único escrito por todas as áreas do conhecimento, em parceria, onde conterá a proposta do filme do semestre vinculada ao desenvolvimento dos conteúdos de todas as áreas.
No F2 os especialistas/artistas desenvolverão a sua arte, de acordo com a sua área (dança,música, artes e jogos e brincadeiras) podendo, ou não, estarem ligados ao projeto cinematográfico.

O especialista da área de cinema será o responsável pelo eixo orientador da proposta. Assim, deverá acompanhar a abertura inicial de escrita do projeto de forma que as outras áreas que farão parte tenham a orientação sobre a ideia artística que conduzirá a investigação. Desenvolverá, no decorrer do semestre, estudos artísticos da área como a preparação dos alunos e investigações pertinentes à área e ao contexto do filme, e acompanhará o desenvolvimento do roteiro junto à tutoria e a área de língua portuguesa, oferecendo orientação e material pertinente, quando necessário, para a criação do roteiro do filme.

Os especialistas do F2 deverão, a partir dos conteúdos estabelecidos pelos Parâmetros Curriculares Nacionais para cada área, separar proporcionalmente a quantidade que será desenvolvida no semestre a partir do tema do filme proposto. Organizar estes conteúdos de forma que este alimente as investigações para a produção do filme, tanto em relação ao tema especificamente, como em relação ao que cerca a produção do próprio de forma mais indireta, como alimentação da equipe (alunos), previsão do tempo para a filmagem, produção de adereços para as cenas, verificação de ângulos de filmagem, entre outros.

Saiba mais sobre a Teia